Diabetes

Tratamento da obesidade para prevenção da diabetes

Caracterizada pela incapacidade do organismo de produzir ou utilizar adequadamente a insulina – hormônio que controla a glicose (açúcar) no sangue –, a diabetes é uma doença gravíssima que acomete mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo.

Seu avanço silencioso, com sintomas inexistentes ou pouco perceptíveis nos estágios iniciais, faz com que muitas pessoas sequer saibam que têm a doença. Os efeitos, no entanto, aparecem com o tempo e podem levar à morte. Segundo dados da pesquisa Vigitel, em 2016, uma em cada 20 mortes no Brasil foi provocada pela diabetes.

Mesmo quando não mata, a diabetes provoca efeitos extremamente sérios, que podem afetar a saúde e a qualidade de vida das pessoas durante décadas.

Consequências da diabetes

A diabetes, se não for rigidamente controlada, pode provocar complicações gravíssimas, como AVC, ataque cardíaco, cegueira, danos permanentes aos rins, infecções de pele e dificuldades de cicatrização, o que pode levar até à amputação de membros.

Mesmo quando não chega a situações tão graves, a diabetes pode provocar escurecimento ou espessamento da pele, impotência sexual, entre outros efeitos. É comum também que diabéticos apresentem outras doenças associadas, como hipertensão e aumento do colesterol.

Além disso, mesmo sob controle, a diabetes exige muita atenção e cuidado do paciente, podendo ser necessária a administração de insulina ou outros remédios durante toda a vida, os quais podem provocar uma série de efeitos colaterais, como dores articulares e problemas no fígado.

Obesidade: fator de risco para diabetes

A obesidade é uma das principais causas da diabetes em todo o mundo: o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 é de 6 vezes maior em pessoas obesas do que em pessoas com peso ideal ou sobrepeso. Na verdade, o simples acúmulo de gordura na região abdominal já constitui fator de risco: pessoas com circunferência da cintura superior a 100 cm podem ter risco maior de apresentar diabetes, independentemente de outros fatores.

Os dados são tão expressivos a ponto de que, a cada quatro diabéticos não dependentes de insulina, três estão acima do peso desejável1. Por isso, cuide-se: não permita que a obesidade traga a diabetes para sua vida!

Tratar a obesidade e a diabetes

Embora não tenha uma cura definitiva, a diabetes pode ser controlada através da redução dos níveis de açúcar no sangue, o que contorna as consequências mais graves da doença. No caso dos pacientes obesos, o emagrecimento saudável é fundamental para atingir esse objetivo.

A redução de peso pode diminuir a resistência do corpo à insulina, facilitando o combate à doença. Se o emagrecimento for significativo e associado a hábitos saudáveis de alimentação e prática de atividades físicas, pacientes que não têm diabetes podem reduzir em mais de 60% o risco de desenvolver a doença4 e outros que já são diabéticos podem se livrar dos efeitos mais graves de sua condição, conseguindo eventualmente reduzir, ou até mesmo suspender, o uso de remédios!

O tratamento da diabetes na Clínica da Obesidade

Com mais de dez anos de experiência no tratamento da obesidade mórbida sem cirurgia, a Clínica da Obesidade está preparada para ajudar você a eliminar tanto o excesso de peso quanto a diabetes!

Com uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, terapeutas ocupacionais, educadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, técnicos de enfermagem, entre outros, a Clínica da Obesidade dispõe ainda de estrutura de ponta para prestar atendimento individualizado a cada paciente.

Por isso, não dê margem à obesidade nem facilite o surgimento (ou agravamento) da diabetes! Procure-nos para uma avaliação médica personalizada e venha viver com muito mais saúde!

  1. FRANCISCHI, R.P.P., et al, Obesidade: atualização sobre sua etiologia, morbidade e tratamento. Rev. Nutr., Campinas,v.13, n.1, p. 17-28, 2000.
  2. TUOMILEHTO, J., et al., Prevention of type 2 diabetes mellitus by changes in lifestyle among subjects with impaired glucose tolerance. New England Journal of Medicine, v.344 p.1343-1350, 2001.

Agende sua Avaliação

Se você precisa perder muito peso não consegue, venha fazer uma avaliação presencial ou online com nossa equipe médica especializada em emagrecimento saudável. Preencha seus dados e aguarde o nosso contato.

Fechar

Agende sua Avaliação

Se você precisa perder muito peso não consegue, venha fazer uma avaliação presencial ou online com nossa equipe médica especializada em emagrecimento saudável. Preencha seus dados e aguarde o nosso contato.